25 de FEV

Bauhaus e a revolução do design

0

CATEGORIA:

Fundada, em 1919 na cidade de Weimar (Alemanha), pelo arquiteto Walter Gropius (1883-1969), a Bauhaus (“construir a casa”) ficou conhecida por influenciar extremamente o que é conhecido como Modernismo na arquitetura e no design. Foi a primeira escola no mundo a ensinar essa última forma de expressão, com uma seleção de artesãos sem distinção de classes sociais, as quais, segundo Gropius, erguem uma barreira irracional entre artesãos e artistas.

Walter acreditava que a complexidade existente no cenário do mundo moderno exigia uma estética nova, que fosse funcional e depurada. Sendo assim, o que mais pregava era a busca pela simplicidade e o equilíbrio em seus projetos, concentrando a atenção em aspectos como a distribuição de peso, espaço, cor e textura.

Além de arquitetura e design, a escola também oferecia oficinas de serralheria, tecelagem, teatro, cerâmica, pintura de paredes, tipografia e impressão, ensinando assim, uma nova visão estética também no âmbito da escultura, pintura e do desenho industrial. Mas, com a eleição de um governo regional conservador, aumentou-se a pressão para que a escola progressista fechasse as portas. Foi criado então, o “Circulo de Amigos da Bauhaus”, que contava com a presença de Albert Einstein, para angaria apoio moral e financeiro a escola que, depois de um ano, se mudou para Dessau, alterando seu foco para o design de moradias, seus respectivos utensílios e móveis.

Após a instituição se voltar para o design industrial, e com isso, fundar a sua própria empresa mercantil (Bauhaus Co. Ltd.), os principais produtos produzidos eram: as luminárias Wagenfeld, as cadeiras projetadas por Marcel Breuer e o papel de parede Bauhaus.

Gropius deixou a escola em 1928 e foi substituído por Hannes Meyer, que também teve que sair devido as suas opiniões esquerdistas. Depois disso, a instituição foi forçada a se mudar novamente, agora para Berlim, onde resistiu seus últimos anos, sobre a liderança do arquiteto Ludwig Mies van de Rohe que se converteu a simplicidade da Bauhaus e cunhou a frase “menos é mais”, e posteriormente fechou (em 1933) devido a impossibilidade de adequação ao cenário nazista vigente.

Fonte: http://midiapublicitaria.com/bauhaus-e-a-revolucao-do-design/

<< VOLTAR
0

COMENTÁRIOS

BUSCA POR TAG

BOLETIM SEMANAL

CADASTRAR

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(55)3217-4816  |  [email protected]  |  WWW.WP8.COM.BR